Sobre teus ombros


Eu não amo ombros
Eu amo os seus ombros
Amo de fato, amo deitar neles
Quando por traz te abraço

Amo com minha barba te arranhar
Ali seu cheiro pareçe se atenuar
Sinto-me guardado, ao te guardar

Meus lábios a beijam
Meus olhos se fecham
Meus sonhos em ti deleitam

Eu não amo ombros
Eu amo os seus ombros
Neles eu me escondo
Me expondo

Um comentário:

  1. Infelizmente coisas assim não são ditas pra mim.

    ResponderExcluir